Produtos

Plantas Medicinais

Erva Mate - Pholia Negra - Ilex paraguariensis

Clique na imagem
para ampliar

A Pholia Negra é um fitoterápico já usado há séculos por povos indígenas como bebida medicinal. A espécie ganhou atenção em toda América Latina, chegando até aos Estados Unidos e a Europa como superior ao chá verde e ao goldenberry. A Pholia Negra auxilia na redução da obesidade e no controle de peso corporal em dietas de redução de peso através do atraso de tempo de resposta em relação ao esvaziamento gástrico, ou seja, com a pholia negra você demora mais tempo para sentir fome novamente.

Usos: Veja o estudo feito pela USP (Universidade de São Paulo) que comprova o efeito fitoterápico da Pholia Negra: http://www.pholianegra.net/estudo.pdf É consumida como chá quente ou gelado nos estados de Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, no Brasil. É usada no chimarrão nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, no Uruguai, na Argentina e em algumas regiões da Bolívia e do Chile. Com água gelada, como tereré ou tererê, nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Acre, Rondônia e interior de São Paulo, no Brasil e no Paraguai.

Cultivo:

Nativa: Paraguai, Argentina e Brasil.

Família: Aquifoliaceae

Disponibilidade: PACOTE COM 150 SEMENTES R$ 18,99

Mais informações: Chegou a ser proibida no sul do Brasil durante o século XVI, sendo considerada "erva do diabo" pelos padres jesuítas das reduções do Guairá. A partir do século XVII, os mesmos passaram a incentivar seu uso com o objetivo de afastar as pessoas do álcool. Propriedades Estudos detectaram a presença de muitas vitaminas, como as do complexo B, a vitamina C e a vitamina D e sais minerais, como cálcio, manganês e potássio. Combate os radicais livres. Auxilia na digestão e produz efeitos antirreumático, diurético, estimulante e laxante. Não é indicado para pessoas que sofrem de insônia e nervosismo, pois é estimulante natural. Contém saponina, que é um dos componentes da testosterona, razão pela qual melhora a libido. Pode ser usada verde ou tostada, no preparo de chás e chimarrão. Misturada com extrato de maracujá, pode ser usada como bebida quente ou gelada. Misturada com suco de limão natural e bem gelado, torna-se uma bebida muito refrescante para os dias quentes e podendo ser consumida também nos dias frios. Nos dias de inverno, o chimarrão é uma boa pedida para quem gosta da erva-mate. Análises e estudos sobre a erva-mate têm revelado uma composição que identifica diversas propriedades benéficas ao ser humano, pois estão contidos nas folhas da erva-mate alcalóides (cafeína, teofilina, teobromina etc.), ácidos fólicos e cafeico (taninos), vitaminas (A, B1, B2, C, e E), sais minerais (alumínio, ferro, fósforo, cálcio, magnésio, manganês e potássio), proteínas (aminoácidos essenciais), glicídeos (frutose, glucose, sacarose etc.), lipídios (óleos essenciais e substâncias ceráceas), além de celulose, dextrina, sacarina e gomas. Por tudo isso, a erva-mate é considerada um “alimento quase completo”, pois contém a maioria dos nutrientes necessários ao nosso organismo. O consumo da erva-mate está relacionado também ao poder que ela tem de estimular a atividade física e mental, atuando beneficamente sobre os nervos e músculos, combatendo a fadiga, proporcionando a sensação de saciedade, sem provocar efeitos colaterais como insônia e irritabilidade (apenas pessoas sensíveis aos estimulantes contidos na erva-mate podem sofrer algum efeito colateral). A erva também atua sobre a circulação, acelerando o ritmo cardíaco e harmonizando o funcionamento bulbo medular. Age sobre o tubo digestivo, facilitando a digestão sendo diurética e laxativa. É considerada ainda um ótimo remédio para a pele e reguladora das funções cardíacas e respiratórias, além de exercer importante papel na regeneração celular. Assim, os pesquisadores concluíram que o mate contém praticamente todas as vitaminas necessárias para sustentar a vida, e que a erva-mate é uma planta indiscutivelmente especial, já que é muito difícil encontrar em qualquer lugar do mundo outra planta que se iguale ao seu valor nutricional[6]. Características: Digestiva É um moderado diurético Estimulante das atividades físicas e mentais Auxiliar na regeneração celular Elimina a fadiga Contém vitaminas - A, B1, B2, C e E É rica em sais minerais como Cálcio, Ferro, Fósforo, Potássio, Manganês É um estimulante natural que não tem contra-indicações É vaso-dilatador, atua sobre a circulação acelerando o ritmo cardíaco Auxiliar no combate ao colesterol ruim (LDL), graças a sua ação antioxidante Por ser estimulante possui também poderes afrodisíacos, graças a vitamina “E” presente na erva-mate É rica em flavonóides (antioxidantes vegetais) que protegem as células e previnem o envelhecimento precoce, tendo um efeito mais duradouro pela forma especial como se toma o mate Segundo o médico pesquisador, Dr. Oly Schwingel, é indicado o uso do chimarrão de duas a três vezes ao dia Previne a osteoporose, fortalecendo a estrutura óssea graças ao Cálcio e as vitaminas contidas na erva-mate Contribui na estabilidade dos sintomas da gota (excesso de ácido úrico no organismo) É rico em fibras que contribuem para o bom funcionamento do intestino Auxiliar em dietas de emagrecimento Atua beneficamente sobre os nervos e músculos Regulador das funções cardíacas e respiratórias É considerado um “alimento quase completo”, pois contém a maioria dos nutrientes necessários para sustentar a vida Segundo o Instituto Pasteur da França e a sociedade científica de Paris, não existe no mundo outra planta que se iguale à erva-mate em suas propriedades e seu valor nutricional.

Planta Mundo © 2011